Como cuidar dos cabelos loiros no verão?

Assim como a pele, os cabelos possuem melanina, e uma das suas funções é protegê-lo dos efeitos da radiação solar, pois os raios UV queimam os fios, causando despigmentação e desbotamento.
Outro problema que o sol pode causar é o amarelamento. A coloração é influenciada pela atuação de dois tipos de melanina. Pessoas com menor produção de melanina apresentam baixa proteção quando estão expostas aos efeitos nocivos do sol. Da mesma forma, os loiros apresentam menor resistência a essa exposição. Quando as células cuticulares estão danificadas, os raios solares podem ocasionar o fotoamarelamento dos pigmentos naturais ou artificiais.
Se o cabelo se mostra amarelados, produtos de coloração roxa ou azul podem ajudar, pois neutralizam o efeito amarelado. Podem ser utilizados shampoos normais, mas contendo pigmentos com tons variando entre o azul e roxo, dependendo da nuance a que se quer chegar. Para neutralizar o  amarelo utilize produtos em tons de roxo oi violeta, para neutralizar alaranjado opte pelo azul.
Se os fios estão amarelados e não podem ser corrigidos com shampoos, tonalizantes são a melhor opção, pois agregam cor superficialmente e não contém amônia, nessa fase pós praia é ideal porque o cabelo está muito poroso.
E quando o cabelo fica verde?
Isso acontece quando se frequenta piscinas onde a água é tratada com produtos com sulfato de cobre. Em contato com tons amarelados, ele produz a coloração esverdeada.
Antes de entrar na piscina, deve-se molhar o cabelo na água do chuveiro e aplicar um protetor solar, isso ajuda a evitar penetração do cloro nos fios. Uma boa lavagem com  shampoo anti-resíduos costuma resolver.
O shampoo anti-resíduos só é indicado para remoção do tom esverdeado. Nos cabelos loiros devem ser evitados os shampoos transparentes, optando-se pelos perolados que têm mais ativos condicionantes. Devem ser evitados também os de colorações alaranjadas e verdes, pois podem causar interferência na cor, deixando o cabelo com aspecto sujo.
A radiação solar reduz a elasticidade do fio loiro. É importante evitar prender o cabelo úmido, que o deixa mais fragilizado.
Quando o cabelo tem danos decorrentes de químicas, além dos agravos do verão, é preciso devolver massa para que ele não se quebre e recupere a força. Essa reposição deve ser feita com proteínas, queratina e aminoácidos. Uma boa opção é a cauterização!
Apesar de aparecer como vilão, em alguns casos o sol pode dar um efeito interessante. Para quem faz balayage, luzes ou mechas, o sol ajuda a misturar os tons com os fios naturais, deixando a aparência mais bonita e natural. Porém não deve ser descartado o uso de protetor solar. Boa parte dos ativos protetores contra a luz solar, como shampoos e condicionadores, é enxaguada e se perde. Por isso é melhor que a proteção seja feita com um produto sem enxágue, aplicado antes da exposição solar no cabelo seco ou úmido, da raíz às pontas.
O uso de um chapéu ajuda a proteger os fios dos raios solares!
Secador, babyliss e chapinha devem ser evitados! O ideal é aproveitar o clima e se assumir no verão, usando o cabelo com movimento e levemente desarrumado. Como a Gisele Bündchen, lindo e natural!
Fonte: Texto adaptado da revista VivaBeleza Nº 21. Imagens obtidas do Google.
Em breve vou realizar o sorteio de uma linha desamareladora aqui no blog. Quem vai querer?
Beijos,
Comente com Facebook

Mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *